Atriz alemã Nina Hoss discute prioridades para projetos sustentáveis

O primeiro encontro oficial da atriz alemã Nina Hoss, Embaixadora Especial do Pará, com técnicos da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), nesta terça-feira 12, foi marcado pela cordialidade e o compromisso de ambas as partes em selecionar projetos que promovam a conservação da biodiversidade amazônica, o direito dos povos indígenas e revertam o quadro de pobreza de populações tradicionais.

A agenda de reunião na Sema foi coordenada pelo secretário Valmir Ortega, que abriu o encontro com um breve histórico do atual panorama do meio ambiente no estado, e as múltiplas ações desenvolvidas pelo atual governo, a fim de mudar o eixo de desenvolvimento para uma base de projetos que gerem renda e emprego, mas com respeito à floresta, aos recursos naturais e populações tradicionais.

“O fundamental é que nós estamos trabalhando com a Nina Hoss para desenhar uma estratégia de médio prazo, no sentido de que ela possa cumprir a função de Embaixadora Especial do Pará na Europa, sobretudo desenvolvendo interlocuções e diálogos com organizações européias para apoiarem iniciativas paraenses em defesa do meio ambiente sustentável e aos povos tradicionais amazônicos”, destaca Ortega.

O titular da Sema também ressalta o foco específico do apoio da atriz Hoss ao governo estadual, a curto prazo, como resultado prático das articulações dela na Alemanha e Europa, já que o primeiro ponto da agenda é justamente a interlocução internacional, que possibilite o mundo conhecer melhor a região.

“Hoje a Europa vê a Amazônia de forma muito distorcida, conhece pouco da Amazônia, e ter uma pessoa da visibilidade da Nina Hoss, com sua atuação pública, e conhecendo mais a região – o que a atriz faz neste momento – nos permitirá apresentar ao mundo uma visão mais real deste espaço, sua gente, e com isto vai chamar novas alianças para a construção de estratégias de conservação da Amazônia”, considera Valmir Ortega.

Nesta primeira viagem ao Pará, Nina Hoss vai visitar comunidades tradicionais, comunidades indígenas e quilombolas, com o objetivo de conhecer a realidade dessas populações, o que pode facilitar a escolha dos primeiros indicativos de projetos a serem apresentados a organismos internacionais da Europa que se motivarem a ter uma atuação ecológica responsável em defesa da natureza e do homem na região.

Título – O título de Embaixadora Especial do Pará foi conferido pela governadora do Estado, Ana Júlia Carepa, à atriz alemã Nina Hoss, no dia 28 de março deste ano, em cerimônia no Museu Histórico do Estado do Pará (Mhep).

Um dia antes do evento a governadora Ana Júlia Carepa declarou que “o mais importante não é o título, e sim o que ele (título) pode proporcionar em termos de parceria em projetos que vão beneficiar o nosso povo”, ressaltou naquela oportunidade a governadora.

Por influência do pai, Willi Hoss, que ajudou a fundar o Partido Verde alemão, e também foi ativista de causas ambientais, com realizações de projetos no Estado na década de 80, Nina conhece um pouco da realidade paraense, desde os 14 anos de idade.

No final da reunião na Sema, a atriz disse como se sente fazendo esse trabalho de interlocução entre a Amazônia e a Alemanha. “Estou muito feliz, satisfeita de fazer essa ponte entre essas regiões, mesmo que nesta primeira fase, onde ainda se define os passos que devemos dar para que essas idéias se tornem uma realidade concreta”, admitiu Hoss.

A realidade da rota que Nina está conhecendo vai virar um documentário, já que a atriz é acompanhada de equipe de profissionais de uma produtora de vídeo, com duas modernas câmeras digitais, registrando entrevistas com autoridades, técnicos e, principalmente, os atores sociais que vivem no interior do Pará.

“Estamos construindo um filme, e certamente o assunto é retratar essa função, honrosa pra gente, de Embaixadora Especial do Pará, os locais onde andaremos, as pessoas, tudo. Esperamos que esse filme possa ser visto pelas pessoas daqui”, conclui Hoss.

Filme – Mas na produção que está rodando no Pará, a partir do cenário amazônico que seduz platéias mundo afora, Nina Hoss não confirma participação direta na produção. Hoss é vencedora do Urso de Prata, no Festival de Berlim em 2007, como Melhor Atriz, pela atuação no filme "Yella", dirigido por Christian Petzold.

A filmografia de Nina Hoss inclui onze (11) produções para o cinema. A atriz nasceu em 1 de julho de 1975, em Stuttgart, Alemanha.

 

Texto: Douglas Dinelli -Sema

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará