» Sema autua empresas e deve interditar praias em Barcarena SEMAS | Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade

Sema autua empresas e deve interditar praias em Barcarena

O governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema), aplicou nesta sexta-feira (6) quatro autos de infração em empresas que estão sendo fiscalizadas em Barcarena, desde a última quarta-feira (4).

 

Segundo os fiscais da Sema, a empresa Pará Pigmentos recebeu um auto de infração pela construção de uma bacia de contenção fora dos padrões exigidos pela legislação ambiental. Alubar e Alumar foram autuadas em função do vencimento da Licença de Operação (LO). Já a Transnave recebeu auto de infração por entrar com o pedido de renovação da Licença de Operação (LO) na Sema fora do prazo.

 

Novas autuações ainda podem ser feitas pelas equipes da secretaria até o final desta sexta-feira, em outras indústrias do município. A fiscalização vistoriou, na tarde desta sexta-feira, outros empreendimentos com poder de poluir o meio ambiente, o que vem ocorrendo com freqüência nos últimos anos nos rios de Barcarena.

 

Praias – A equipe técnica da Sema, Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Batalhão de Polícia Ambiental e Corpo de Bombeiros – órgãos que integram a força tarefa permanente do governo do Estado – reuniu, no final da manhã desta sexta-feira, os moradores da comunidade e barraqueiros do Caripi para explicar a necessidade de interditar o mais rápido possível as praias do Caripi, Vila do Conde e Itupanema em função da contaminação, revelada em análises preliminares da água coletada pela Sespa e Laboratório Central (Lacen).

 

As amostras indicam a presença de metais pesados, tipo o cádimio, elemento metálico, azul-acinzentado, utilizado em ligas; além de matéria de origem orgânica, oriunda de esgotos clandestinos, e coliformes fecais encontrados na água das praias.

 

Os comerciantes das praias tiveram dificuldades para aceitar a proposta de interdição levada para discussão pelos fiscais da Sema. Os técnicos da secretaria explicaram que a interdição das três praias do município é um caso de saúde pública. A interdição só será feita após a conclusão do relatório das equipes de campo.

 

Vistoria – Na tarde desta sexta-feira, a fiscalização vistoriou, entre outras empresas, a siderúrgica Usipar, que recebeu três autuações. Só haverá novos procedimentos de autuação e multas após a análise completa dos laudos periciais, assegurado o amplo direito de defesa dos empreendimentos.

 

A secretaria emitiu ainda auto de infração contra a Albrás, que estava construindo, sem licença ambiental, um galpão para reparo de cubas, o que implica na geração de resíduos que podem impactar o solo.

 

Ainda durante a tarde, ocorreu uma nova reunião da força tarefa com a Defesa Civil para acertar os detalhes da interdição das três praias. Oficiais e homens do Corpo de Bombeiros também participaram da discussão do plano de interdição das áreas, os quais colocarão na água bóias para demarcar os espaços proibidos.

Douglas Dinelli – Sema

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará