Dia mundial do Meio Ambiente é comemorado com plantio de mil sementes

“Esse é o primeiro passo de uma longa caminhada do desafio e meta de plantar Um bilhão de árvores em cinco anos. É um processo produtivo e desafiador de recuperar passivos ambientais”. Com estas palavras o Secretário Estadual de meio Ambiente abriu sua fala no Dia Mundial do Meio Ambiente. Ele continuou: “este é um esforço conjunto e amplo de toda a sociedade em estabelecer um novo modelo de desenvolvimento. É um processo de recuperação do que foi degradado”.

Conforme Ortega, o Zoneamento Ecológico-Econômico é fundamental para o ordenamento territorial, criando condições para Cadastro Ambiental Rural (CAR), que deve entrar em vigor ainda neste mês. É um esforço que envolve sociedade civil, governo, comunidade científica e empresários, disse ele.

Na ocasião, foi assinado Convênio de Cooperação Técnica entre o Governo e a Funai para proteção das terras indígenas. Também um Protocolo de intenções para fundo de apoio à conservação. “Desenvolvimento aliado à conservação e às nossas origens. Programa é um desafio à comunidade para que organizemos e sejamos um estado mobilizador para recuperar a floresta e o que foi degradado”, completou o secretário. Ainda foi firmado Protocolo de Intenções entre Sema, Ideflor, Idesp, Embrapa, Ufra, UFPA, MPEG e Aimex.

Programa audacioso e ambicioso

A governadora Ana Júlia Carepa salientou que este é um programa audacioso e ambicioso, pois é o maior programa de recomposição florestal do planeta. Ela disse ter certeza de que vamos alcançar nossa meta e ser vistos como Estado protetor e reparador da floresta amazônica. “Cada criança vai representar o que queremos para o Pará. A soberania da Amazônia é nossa”, afirmou.

A meta é muito mais que plantar, mas incentivar o plantio como atividade econômica para produtores familiares. O CAR em três anos vai cadastrar 250 mil imóveis rurais, com reserva legal recomposta, o que vai gerar também renda às famílias.

Ana Júlia divulgou também que o município de Tailândia assumiu o compromisso de plantar 50 milhões de árvores. “O pagamento por serviços florestais é de todos, inclusive dos estrangeiros. Por isso fizemos o ICMS ecológico”, explicou a governadora. Vamos reter mais de 10 milhões de toneladas de carbono por ano, envolvendo 100 mil agricultores. A solução para mudar a realidade é trabalho, investimento em ciência e tecnologia e na formação de mais doutores na região, concluiu.

 

Ascom/Sema

 

 

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará