Arco de Fogo ultrapassa 20 milhões em multas na sexta semana de operação

Belém – Ao completar sua sexta semana, a Operação Arco de Fogo, que concentra seus esforços na região de Paragominas, no nordeste paraense, já aplicou cerca de R$ 20,9 milhões em multas por  infrações ambientais. Somente no município foram apreendidos mais de 6.992 m³ de madeiras em tora e 708 m³ de madeira serrada.

Dos 38 estabelecimentos de serrarias vistoriados por fiscais do Instituto Brasileiro dos Recursos Naturais e Renováves (Ibama), apenas 24  são empresas formalizadas. Os demais não possuíam documentação e por isso, as pessoas físicas foram autuadas e multadas pelas irregularidades encontradas em suas propriedades. No total, 77 autos de infração foram aplicados e 31 termos de apreensão e depósito lavrados.

De acordo com o coordenador do Ibama no município, Paulo Maués, a maior parte das multas foi ocasionada pelo funcionamento irregular das serrarias, venda de madeiras sem origem legal e depósito de madeira maior do que declarado nas Guias Florestais (GF´s). “Esses foram e são os de maior incidência, mas também, autuamos e multamos por desmatamento, que é o nosso foco atual”, afirma Maués.

O coordenador conta que uma das empresas vai pagar cerca de R$ 1,5 milhão por destruir floresta nativa sem autorização do órgão ambiental competente. “Nesse caso específico, a multa foi lavrada por conta da destruição de mais de 949 hectares de floresta nativa. Multamos também os infratores que não cumpriram embargos estabelecidos em operações anteriores. Tivemos dois casos de descumprimento: um deles foi multado em mais de R$ 8 milhões e outro em mais de R$2,6 milhões”, acrescenta.

Além de fiscalização em polígonos de desmatamento e serrarias, a equipe destruiu 442 fornos de carvão vegetal que funcionavam em desacordo com as normas ambientais e apreendeu 105 metros de carvão irregulares.

A operação Arco de Fogo é uma operação da Polícia Federal em parceria com o Ibama, Força Nacional e apoio da Secretaria de Estado de Meio Ambiente do Pará, que está atuando no município de Paragominas desde o dia 7 de abril e permanecerá por tempo indeterminado.

Luciana Almeida
Ascom Ibama/Pará

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará