Sema apreende madeira ilegal em porto de Belém

Belém – Uma ação conjunta entre a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e o Batalhão da Polícia Ambiental (BPA), resultou na apreensão de cerca de 21 m3 de madeira serrada, transportada sem a guia florestal, logo, ilegal. A apreensão ocorreu no município de Acará e foi feita pela Polícia Civil, mas as duas embarcações, vindas de Altamira e da região do Baixo Acará, respectivamente, conseguiram furar o cerco policial. Fiscais da Sema, com o apoio do BPA interceptou a madeira quando ela chegou em Belém e fez a apreensão.
A ação é um desdobramento da Operação Arco de Fogo, realizada pelo Instituto Brasileiro os Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Polícia Federal e Força Nacional de Segurança, com o apoio do governo estadual, que concentra suas ações no município de Tailândia, a 250 km de Belém no nordeste paraense.
São 17,5 m3 da espécie Angelim, uma madeira nobre e o cerca de 4 mil m3 de Maçaranduba. A Sema foi designada fiel depositária da madeira apreendida, que foi transportada para uma área no município de Marituba para onde está sendo levada toda a madeira apreendida nos pátios de serrarias de Tailândia. As embarcações também foram apreendidas, mas os proprietários ficaram como fiel depositário. A Delegacia do Meio Ambiente (Dema) esteve na área do porto para fazer o procedimento penal, baseado no auto de infração lavrado pela Sema.
Representantes da Associação de Pequenos Madeireiros do Baixo Tocantins estiveram no local reivindicando um tratamento diferenciado para os madeireiros de pequeno porte, que segundo José Alfaia trabalha com a finalidade da subsistência. Eles no entanto, não possuem plano de manejo comunitário como poderia ocorrer. Segundo Alfaia, esses pequenos madeireiros produzem matéria-prima para a construção civil e moveleira de Belém. Ele assegura que são utilizadas ferramentas quase primitivas, como a tração animal feita por búfalos que não causaria danos ambientais de grande impacto. Segundo Alfaia, essa classe de madeireiros está concentrada nos municípios de Oeiras, Curralinho, Limoeiro do Ajuru, Muaná, São Sebastião da Boa Vista e o Baixo Acará.
O diretor de Controle e Qualidade Ambiental da Sema, Marcelo Aiub explicou que a Sema não pode se omitir de sua responsabilidade pela gestão ambiental no estado do Pará e informou que foi formado um Grupo de Trabalho, integrado por várias secretárias e órgãos do governo, que vai estudar e buscar alternativas para as questões sociais decorrentes da exigência do cumprimento da legislação ambiental.
Tailândia – A equipe da Sema que se encontra em Tailândia, no suporte à Operação Arco de Fogo iniciou nesta segunda-feira (3) a retirada de madeira apreendida em uma quarta serraria, fiscalizada pelo Ibama. Até o momento já foram retiradas cerca de 6 mil m3 de madeira, de um total de aproximadamente 13 mil m3 apreendidas.
Ivonete Motta – Sema
91 3184 3358
E-mail – ascom@sema.pa.gov.br
Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará