Operação monitora balsa fundeada no canal Caracará

 Uma operação integrada monitora o acidente envolvendo a balsa Comandante Elíseo Leão, da Transportadora Patriarca Ltda (Transpal), que fundeou no último sábado (6), no canal Caracará do rio Arari, próximo ao município de Soure na região do Marajó.

A operação é integrada pela Capitania dos Portos e Secretaria de Estado do Meio Ambiente (Sema) além das empresas envolvidas, a transportadora e a Petrobrás, através do Centro de Defesa Ambiental (CDA). O monitoramento está sendo feito por via aérea, com um apoio de um helicóptero e mergulhadores. Até o momento não foi detectado derramamento de combustível. De toda forma, barreiras de contenção foram instaladas preventivamente na área onde a balsa está fundeada para absorver qualquer tipo de vazamento.

A empresa transportava 75 mil litros de óleo diesel, sendo 40 m3 destinados à geração de energia na região e o restante a empresas locais. A Transpal é licenciada pela Sema para realizar o transporte de substâncias e produtos perigosos.

Está sendo elaborado um plano de salvatagem da embarcação que será submetido à Capitania dos Portos e à Sema para aprovação final, com o objetivo de realizar o içamento da balsa Comandante Elísio.

 

Ivonete Motta – Sema

Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade
Travessa Lomas Valentinas, 2717, CEP: 66093-677. Belém/Pará